domingo, 28 de fevereiro de 2016

D&D 30 Day Challenge - #Dia27

Neste dia do desafio, eu vou ter que "roubar" um pouquinho. Mas só um pouquinho.

#Dia 27 - Um personagem com o qual você gostaria de jogar no futuro.

A minha parte FAVORITA de jogar é criar personagens e interagir com o mundo de campanha e com os personagens dos outros jogadores e do mestre. Sentir que eu faço parte de uma história em um mundo de fantasia é o grande barato do RPG para mim. Eu não ligo para regras, estratégias, puzzles ou mesmo para os combates - para mim, tudo isso serve a um propósito maior, que é o de criar uma grande saga épica com personagens lendários XD (e se divertir com os amigos, claro). Não que eu seja avessa à regras, muito pelo contrário. Acho que elas ajudam a estruturar a partida e causam a sensação de que nem tudo depende da nossa vontade, o que é legal, para mim. 

Mas, voltando ao assunto do desafio. Eu estou sempre pensando em novas personagens. Geralmente, quando uma campanha termina, eu já tenho em mente alguma nova pessoinha com a qual quero jogar na próxima. Na nossa última campanha maior de D&D, mestrada pelo Matheus/Odin, eu estava jogando com uma monja, a Séfora, e um dos NPCs, o halfling Bóris, me despertou a vontade de fazer uma halfling também. Até ali, eu só tinha jogado uma vez com uma pequenina, e ela tinha morrido rapidamente. Portanto, comecei a pensar na Lily Primrose Everdeen, e decidi que ela seria uma ladina, já que esta é uma classe que também me agrada e com a qual eu não jogava há muito, muito tempo. 


Porque eu disse lá em cima que estava "roubando" um pouquinho? Bom, além da Lily ser uma ladina (PIADA INFAME DETECTED), quando eu comecei o D&D 30 Day Challenge, eu ainda não estava jogando com ela. Porém, tinha visto o desafio 27 e decidido que iria falar sobre minha futura halfling. Nós estávamos com três amigos mestrando aventuras diferentes e achei que a Lily ficaria guardadinha por um bom tempo, esperando sua vez de ganhar vida. Pois bem. Um dia, um dos nossos amigos ia mestrar e já estávamos com tudo combinado! Só que, durante aquele dia, ele ligou e falou que não estava conseguindo preparar a aventura. Só que queria jogar... e nós também queríamos... e então, Odin preparou algo na velocidade da luz e voltamos a Elgalor naquele final de semana. Assim, eu pude estrear minha querida Lily. 

Ainda assim, decidi falar sobre ela. Lily é, basicamente, uma ladina muito curiosa e inquieta e que ama bolos (claro) e eu NÃO SEI ONDE EU ESTAVA COM A CABEÇA que não tinha jogado com uma halfling em Elgalor até agora. Sabe por quê? HALFLINGS SÃO EU. 

Eu amo meio-elfos e elfos. Sério. Mas estou me divertindo horrores jogando com uma pequenina. Acho que nunca tive tanta facilidade para encarnar uma personagem. Lily é tagarela, alegre, fiel aos companheiros, otimista, acha tudo legal, vê as coisas com o deslumbramento de uma criança... claro que eu não sou tão "solar" quanto ela (nope,nope,nope! Sou uma reclamona, na verdade!), mas eu curto muito esse lado fofo, bondoso, brincalhão e verdadeiramente "feliz" dos halflings (gostaria de ser mais assim, em verdade!). E eles adoram comida. COMIDA. Eu quase vivo por comida, gente, e a Lily não é diferente. 

O mais legal de já ter jogado com ela é que pude definir melhor a personalidade da personagem. No fim, ela me saiu uma mistura do Aladdin da Disney com o Ray Palmer/Atom de Legends of Tomorrow (gente, ASSISTAM Legends of Tomorrow. É muito ♥ e muito RPG. Tem seus furos de roteiro, mas é super divertido). Estou me divertindo MUITO e ontem a gente encontrou o halfling mais querido de Elgalor, o saudoso Bóris. Vamos ver o que vai sair deste grupo lendário que está se formando. O mais bonitinho é que estamos jogando com dois meninos muito queridos que vimos crescendo - meu primo/sobrinho muito supimpa e o filho de dois queridos amigos, que é nosso amigo também. Ou seja: CORROMPENDO A JUVENTUDE XD. 

Portanto, desculpem-me por burlar um pouco a proposta do desafio, mas estou tão empolgada que precisava falar da Lily. Disseram-me os deuses que logo ela deve ganhar um desenho pelas mãos de um certo artista talentoso. Prometo postar por aqui, se ele deixar :D. 

4 comentários:

  1. A pequena Lily já é uma personagem muito querida na mesa, e nem mesmo sua tagarelice em momentos inoportunos faz com que as pessoas deixem de gostar dela.

    Acho que um personagem com o qual eu gostaria de jogar é o halfling Boris. Ele é calmo, ingênuo e muito leal aos amigos. Muitas vezes, acaba "metendo os pés pelas mãos" tentando ajudar, mas é um personagem muito divertido e despretensioso. Perfeito para proporcionar uma grande diversão.

    ResponderExcluir
  2. Oras, se a minha tagarelice não impede vocês de gostarem de mim, a da Lily também não impedirá, né? XD.

    As gargalhadas que nós soltávamos ontem com as respostas inocentes do Bóris só comprovam que ele seria um maravilhoso personagem jogador com você, Odin! Aliás, ele foi muito corajoso tentando distrair os orcs para nós fugirmos ontem. Porém, nem MUERTOS a Lily, o Essien e o Ludovick o deixariam para trás, né? Personagens despretensiosos são muito divertidos! A Lily é uma prova disso :D, para mim, e o Bóris com certeza foi o inspirador desta personagem que vem me dando muito gosto.

    ResponderExcluir
  3. Puxa, essa eu tenho na ponta da língua: Eu gostaria de jogar com Allyna, a filha de uma antiga meio-elfa ranger que eu tinha, a Gaea ^^. Eu tinha feito toda uma história para ela, com base em como acabou a história da Gaea. Ela seria uma druida com uma forte conexão com os espíritos elementais da água.

    E por falar em nossas verdadeiras raças, EU TAMBÉM SOU UMA HOBBIT, e ia AMAR conhecer a Lily!!!!! Hobbits são os mais sábios seres do universo: Comida, descanso, comida, soneca, um pouquinho de trabalho, comida, um passeio no campo, comida, uma história na lareira, comida e uma boa noite de sono! Tem coisa melhor do que isso???

    Beijos da Amanda^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me lembro de você falando da Gaea nos primeiros dias do desafio, Amanda!! Putz, a Allyna com certeza seria uma personagem incrível (ESPÍRITOS ELEMENTAIS DA ÁGUA ♥). Eu também faço os filhos das minhas personagens e já joguei uma ou duas aventuras com a filha da Astreya e do Coran, a Leora.

      HOBBITS SÃO MUITO AMOR!!! Sim, eles são mesmo os seres mais sábios do universo. Como dizia Tolkien: "If more of us valued food and cheer and song above hoarded gold, it would be a merrier world!".

      Excluir

Olá, comentários são sempre bem vindos! No entanto, postagens com linguajar muito chulo, caráter ofensivo ou preconceituoso (e todas estas coisas que pessoas adultas são plenamente capazes de evitar) serão apagadas. Trolls, só na mesa de jogo. Obrigada :).